SAP Business One e Consultoria SAP

O que é Planejamento Estratégico e como seu setor de TI pode facilitá-lo

19 abr

O que é Planejamento Estratégico e como seu setor de TI pode facilitá-lo

Atualmente, as empresas realizam profundas reformulações na maneira de operar em prol de um trabalho mais organizado e bem estruturado. Conforme os anos foram passando, o mundo dos negócios foi sentindo uma necessidade cada vez maior de planejar as operações e integrar áreas estratégicas da empresa. Dessa necessidade surgiu o conceito de planejamento estratégico, que nada mais é do que um processo gerencial no qual os gestores devem organizar a maneira de trabalhar, quais são os objetivos e quais as maneiras mais eficazes de obter resultados.

Um grande aliado do planejamento estratégico é o setor de Tecnologia da Informação. A TI, que antes era responsável apenas pela manutenção da infraestrutura, passou a ser um parceiro do comitê gestor na hora de organizar o trabalho, principalmente através do uso dos ERPs, os sistemas de gestão integrada que são capazes de revolucionar o modo como uma empresa estrutura seu trabalho.

Confira em nosso texto de hoje o que é o planejamento estratégico e como o setor de TI pode facilitá-lo!

Como montar o planejamento?

Um planejamento estratégico eficiente começa com o levantamento de todas as informações referentes à empresa, tais como número de clientes, colaboradores e serviços oferecidos, análise da estruturação dos setores, reflexão sobre as práticas adotadas pela empresa para realizar a transmissão das informações de setor para setor. Seu principal objetivo é definir a maneira de trabalhar e qual a direção da empresa dentro do seu negócio.

Além do mais, é preciso analisar situações de longo e curto prazo, e definir metas de acordo com a sua complexidade. Existem maneiras eficazes de realizar o planejamento, seja através da análise 360º ou SWOT — um verdadeiro scan que proporciona visualização dos pontos fortes e fracos, além das oportunidades e ameaças de uma empresa.

Aliando o planejamento estratégico com um ERP

Para que o sistema de gestão seja aproveitado em sua plenitude, é preciso que a empresa tenha definido sua maneira de atuar e já possua um plano de estratégia para suas operações. Feito isso, é necessário alinhar junto com os colaboradores e transferir essa organização para o ERP. Este plano estratégico se desdobra de acordo com os setores, que devem estar interligados — fator importantíssimo para que a empresa evolua.

O ERP permite o acompanhamento em tempo real das ações de cada área e coloca setores interdependentes em contato direto. Por exemplo: o setor logístico pode receber as informações dos vendedores logo após o fechamento de um negócio, o que fornece mais tempo para que a organização do transporte seja feita da melhor maneira possível.

Os softwares possuem outras funções, como análise do Pipeline de vendas, que aponta os concorrentes, o que facilita na identificação de quem realmente “incomoda” dentro do mercado. Outra funcionalidade é a análise do processo de venda, a equipe de gestores pode identificar em qual etapa há a maior perda de prospects e isso contribui para que a empresa analise se o problema se encontra no preço ou em uma lead mal direcionada, por exemplo.

A relação entre a TI e a economia de tempo

O ERP integra setores e permite uma economia substancial de tempo. A TI é a grande parceira da economia de tempo, pois ao estruturar o ERP, muitas tarefas são otimizadas — e até mesmo automatizadas — salvando tempo de trabalho dos colaboradores, que podem utilizar essa “sobra” para se dedicar a outras tarefas que exigem mais concentração.

Se o primeiro passo foi a criação de um plano estratégico, o segundo passo deve ser o alinhamento desse plano com o planejamento do TI. Apenas assim a empresa consegue estruturar as informações de uma maneira produtiva para todos os setores.

Esses procedimentos são fundamentais para a implantação eficiente de um ERP e do plano estratégico. Lembre-se de que a maneira mais objetiva de alcançar um patamar competitivo dentro do mercado é através da estruturação da missão, visão e valores da empresa, além da estipulação de metas e objetivos. Quando uma companhia possui esses fatores bem definidos, o plano estratégico se torna um desdobramento natural do trabalho — a participação da TI é fundamental neste processo de implantação do planejamento.

Conhece mais algum procedimento fundamental para estruturar o planejamento estratégico? Compartilhe sua experiência e opinião nos comentários!

%d blogueiros gostam disto: