G2Tecnologia | SAP Business One, Consultoria SAP

Como conseguir investidores e escolher um sócio para seu novo negócio?

03 jun

Como conseguir investidores e escolher um sócio para seu novo negócio?

Em algum momento você já ouviu falar que sociedades empresariais são como casamentos?  Esse é um dos clichês mais conhecidos no mundo corporativo, mas você já se perguntou a razão? É por que também se trata de um dos mais verdadeiros. Escolher um sócio requer o mesmo nível de exigência, envolve expectativas sempre altas, promessas de felicidade duradoura e prosperidade compartilhada. Até que começam a surgir as diferenças, pondo em risco um projeto que deveria durar anos e que pode acabar em meses.

No post de hoje, vamos conhecer algumas abordagens úteis para que você possa avaliar e decidir qual é o perfil mais adequado para uma possível parceria financeira.

Sócio não precisa ser melhor amigo

Nem sempre o colega de infância é o melhor parceiro. Na verdade, quando as duas partes são “almas gêmeas”, certamente algumas habilidades importantes estarão em falta. Semelhanças em excesso não são produtivas, e em alguns casos são limitadoras. Mas, logicamente, um mínimo de identificação e cordialidade são requisitos básicos para qualquer sociedade.

Alinhe as expectativas antes de assinar os papéis

Você quer trabalhar 12 horas por dia, seu sócio não pretende passar mais que cinco horas no escritório. Você gosta de números e parâmetros objetivos para medir esforços, o sócio se contenta com uma boa conversa. Você entende que férias de 30 dias são um luxo, o sócio as vê como imprescindíveis. Provavelmente em algum momento vocês entrarão em conflito!

Para evitá-los, o correto é definir todas as atribuições antes mesmo de começar. Assim, as duas partes evitam dores de cabeça e o fim de uma amizade em meio a processos judiciais. Além disso, certifique-se que vocês dois saibam exatamente qual será a função de cada um.

Some competências e compartilhe responsabilidades

O sócio ideal é alguém capaz de brilhar intensamente nas áreas onde você só poderia acender um fósforo. Não deixe seu ego interferir, pois o objetivo não é ganhar uma competição, e sim gerar um processo acumulativo, em que um mais um serão bem mais que dois. O único momento de sentir-se em pé de igualdade é quanto ao comprometimento. Os sócios precisam estar seguros de que ambos vão se dedicar 100% ao empreendimento.

Como conseguir investidores para o negócio

Ótimas ideias na cabeça, energia sobrando, disposição para colocar tudo em prática, bons colaboradores à sua volta. Parece tudo certo, mas e o dinheiro? No início da trajetória, a maioria dos empreendedores se vê diante de um impasse: ou consegue os recursos para investir no projeto, ou é forçado a desistir. Mas existem muitas opções antes que você pense em abrir mão do sonho, basta encontrar aquela que seja a ideal para a sua realidade!

Capital de risco

Há inúmeras pessoas dispostas a acreditar em boas ideias e bancar sua concretização, mas não se engane: “investidor anjo” é apenas um termo que o mercado criou para suavizar o verdadeiro propósito, que é o lucro. Portanto, ninguém vai cair do céu e fazer sua empresa florescer da noite para o dia. Investidores querem trabalho duro e esperam resultados, sempre. A contrapartida pode ser ainda mais pesada do que em empréstimos comuns.

Capital próprio

Certamente, este é o método mais ágil, mas nem sempre é o mais indicado. Por um lado, há o benefício da liberdade para agir, além de não haver despesas com financiamento; por outro, você só poderá crescer se parte dos lucros for redirecionada à expansão do negócio.

Crédito bancário

É uma opção bastante popular e segura, pois em caso de problemas financeiros, o empréstimo não pressupõe perdas acionárias — outra vantagem é que o empresário pode abater os gastos com juros no imposto de renda. Por outro lado, será necessário oferecer bens como garantia, pondo em risco o patrimônio do investidor.

Financiamento público e linhas de subvenção e fomento

Neste caso, instituições governamentais fornecem recursos para que o empreendedor dê vida ao negócio, por meio do financiamento de atividades de pesquisa e métodos de inovação. A modalidade exige que o futuro empresário esteja atento a editais e programas públicos de apoio à ciência.

Agora que você aprendeu o que deve ser feito para conseguir investidores e escolher um sócio, entenda por que a sua empresa precisa de um sistema de gestão na nuvem!

%d blogueiros gostam disto: