G2Tecnologia | SAP Business One, Consultoria SAP

6 fatos que mostram a importância do fluxo de caixa para PME’s

24 ago

6 fatos que mostram a importância do fluxo de caixa para PME’s

É grande a importância do fluxo de caixa atualizado e bem gerenciado para a manutenção da saúde das empresas – especialmente das pequenas e médias – e para o provimento das condições favoráveis para o seu crescimento, perenidade e sustentabilidade. No fluxo de caixa são mapeados os recursos financeiros disponíveis em caixa e investidos em ativos (ações, estoques, renda fixa, etc.) e projetos, além de quantificar os valores de contas a pagar e contas a receber, previstos para determinado período, possibilitando promover ações para garantir o equilíbrio financeiro da organização.

Neste post, conheça os 6 benefícios de ter um fluxo de caixa:

1 – Ferramenta de ação preventiva

As informações do fluxo de caixa permitem antever a falta de recursos financeiros, em determinados períodos, para cobrir os compromissos de contas a pagar. Isso permite agir preventivamente, tomando ações, como: promoções para incentivar aumento das vendas com pagamentos à vista, marketing ativo para gerar novas contas a receber no período em questão ou resgate de investimentos bancários. Dessa forma, é possível evitar o endividamento com a contração de empréstimos ou o pagamento de multas e juros pelo pagamento de contas em atraso.

2 – Projeções de vendas

O volume de contas a receber pode ser acompanhado dia a dia por meio do fluxo de caixa. Ele permite fazer projeções de vendas que nortearão o estabelecimento de metas de produtividade e que contribuirão para ampliar as entradas de recursos financeiros.

3 – Planejamento de investimentos

A provisão de recursos para investimentos pode ser gerenciada no fluxo de caixa de modo planejado, para que aconteçam no momento apropriado, sem intempestividades que poderiam causar desequilíbrio financeiro.

4 – Medição do nível de inadimplência

É possível apurar o nível de inadimplência dos clientes nos registros do fluxo de caixa, tomando providências de cobranças e renegociação de débitos para recuperação de créditos.

5 – Gerenciamento de custos e despesas

O fluxo de caixa demonstra os custos e despesas realizadas, permitindo elaborar um plano de ação para reduzi-los e para conscientizar as equipes internas quanto a boas práticas de sustentabilidade.

6 – Evita fraudes, desvios e descontroles

Para ter segurança da informação registrada no fluxo de caixa, é imprescindível estabelecer rotinas de controle, tais como:

  • Fechamento diário do movimento de caixa – conferência minuciosa dos valores recebidos em cheques, cartões e dinheiro, com sua confrontação com as vendas realizadas e a previsão de contas a receber do dia;
  • Inventário rotativo de estoque – conferência periódica dos saldos de estoque para evitar desvios e descontroles de registros de entradas e saídas;
  • Controle de retiradas financeiras dos sócios – registrando cada centavo retirado do caixa pelos sócios, no momento exato do fato, evitando descontroles.

Lembre-se sempre da importância do fluxo de caixa no processo de gestão financeira da sua empresa. Com ele, os controles de entradas e saídas de recursos financeiros são aprimorados e a gestão empresarial de todo o negócio se aperfeiçoa, com a melhoria dos processos que concorrem para a saúde financeira da organização. Aprimore continuamente seus conhecimentos sobre fluxo de caixa!

Compartilhe estas informações nas redes sociais e ajude outras pessoas a entenderem a importância do fluxo de caixa!

%d blogueiros gostam disto: