SAP Business One e Consultoria SAP

O que é SKU e como isso pode ajudar em minha gestão de estoque?

27 set

O que é SKU e como isso pode ajudar em minha gestão de estoque?

Saber o que é SKU e como aplicá-lo é fundamental para gestores de empresas que trabalham com o armazenamento de produtos. Serviços de exportação e importação, entregas, centros de distribuição e e-commerces são exemplos de segmentos do mercado que lidam, ou deveriam lidar, com essa sigla a todo momento. Aliás, ela tem um papel importantíssimo para melhorar o controle e a organização na gestão de um estoque.

Neste texto, você entenderá melhor do que se trata o SKU e como ele é relevante nos processos de logística de uma empresa. Continue acompanhando!

O que é SKU?

SKU é a sigla para Stock Keeping Unit (Unidade de Manutenção de Estoque) e é uma referência ou código identificador atribuído a um item armazenado no seu estoque. Seu uso facilita o gerenciamento, a localização e o fluxo de produtos, já que permite identificar os itens por suas características, como fabricante, tamanho, peso, cor, forma, etc.

Em outras palavras, o SKU é o CPF de um produto. Ele facilita a identificação de todas as formas de um item, como o seu tamanho, a sua cor e demais especificações.

Como o SKU funciona?

O SKY funciona como uma espécie de número de série, cadastro ou identidade de um produto no estoque. Por exemplo: uma lata de Coca-Cola de 350ml poderia ter como SKU CC-LAT-350 — destacando-se as características básicas do produto, como a marca, o material e o tamanho. Mas aí que vem a parte interessante: se houver 100 latas de Coca-Cola 350ml no seu estoque, você teria apenas um SKU e não 100. Isso acontece porque não há diferença entre o mesmo produto.

O que você poderia fazer para diferenciar é inserir um numeral após o último dígito do código. Nesse caso, ficaria assim: CC-LAT-350-0001.

Vamos para outro exemplo: se sua empresa compra, além das latas de 350ml tradicionais, mais 100 de Coca-Cola Diet de 350ml. O SKU para esse modelo poderia ser o seguinte: CC-LAT-DT-350-0001 — aqui, o fato de ser diet seria destacado com um dígito a mais no código.

Assim, com 200 latas, sendo 100 tradicionais e 100 diets, você teria em seu estoque dois SKUs. Então, preste atenção. Qualquer aspecto que diferencie um mesmo produto do outro é passível de mudança no SKU. É uma medida que facilita a leitura dos itens.

Quais são as suas vantagens?

O uso do SKU traz uma série de benefícios para a empresa. A gestão dos recursos torna-se mais eficaz, há melhorias na comunicação e o acompanhamento dos produtos na cadeia de entrega da companhia. Entre os principais benefícios, podemos destacar:

Aprimora a organização do estoque

Quando se trabalha com um volume muito grande de produtos em um armazém, fica mais simples ordenar os itens de acordo com os seus SKUs. Você pode, por exemplo, armazenar um SKU em um local fixo no estoque e, assim, facilitar a localização deles. E quando for necessário, será mais fácil encontrar o item dentro do estoque.

Simplifica a comunicação interna

Para os funcionários que atuam no estoque, é mais fácil localizar, separar ou falar de um produto com outros colaboradores quando usam o SKU em vez de descrever um item por suas características. Isso agiliza os processos de movimentação de produtos em um armazém. Basta informar o código da mercadoria para encontrar os dados referentes à sua localização, reduzindo os prazos de entrega e manuseio de itens.

Facilita a leitura humana

SKU não é código de barras, logo, qualquer pessoa pode ler sua descrição. Além disso, o SKU é único para as empresas que compram os produtos (basta adicionar um dígito que identifique sua marca), já o código de barras pode ser alterado pela fabricante e não possui uma ordem lógica.

O SKU é uma das formas mais recomendadas para tornar o gerenciamento de estoque mais simples. Além de toda a questão que envolve a identificação e a organização de mercadorias, o SKU é um código que já é trabalhado por vários softwares de gestão, o que otimiza ainda mais a logística da sua empresa. Em suma, é um recurso que agilizará entregas, diminuirá os erros nos envios de produtos e aumentará a satisfação tanto dos seus funcionários quanto dos seus clientes.

Qual a diferença entre o SKU e o código de barras?

O SKU não deve ser confundido com o código de barras. Ao contrário do código de barras, por exemplo, o SKU pode ser identificado por uma pessoa de maneira lógica. Não há a necessidade de um leitor específico para alguém saber a qual mercadoria o SKU refere-se.

Em muitos casos, empresas utilizam os dois itens como forma de identificar o produto. Nos processos internos, por exemplo, o SKU pode ser adotado como maneira principal de identificação. Já para vendas, a companhia pode manter o uso do código de barras integrado ao SKU.

O que não fazer ao adotar o SKU?

A adoção do SKU deve ser feita com planejamento prévio, evitando uma série de erros ocorram para o negócio. Um deles é a atribuição de um mesmo SKU a diferentes modelos de um produto ou a dois produtos diferentes.

O ideal para evitar esse tipo de problema é manter-se atento aos SKUs criados e, se necessário, adotar SKUs sequenciais. Os códigos podem seguir uma linha como SKU 1, SKU 2, SKU 3 e assim por diante para indicar três modelos diferentes de uma mercadoria, por exemplo. Com isso, a companhia torna a sua gestão de estoque mais precisa e ágil.

Há também casos em que o gestor confunde o SKU com o código de barras. Apesar do SKU poder substituir o código de barras totalmente no ambiente corporativo, isso não é um cenário obrigatório: como dito anteriormente, ambas as soluções podem ser utilizadas pela companhia.

A gestão do estoque de uma empresa pode ser um processo complexo. Isso ocorre mesmo em companhias com um portfólio de produtos pequeno ou grande. Sem as estratégias ideais, a empresa enfrentará dificuldades para manejar os seus itens de acordo com o nível de demanda e, assim, não só perderá prazos, mas também enfrentará uma série de prejuízos causados pelo desperdício de recursos.

Com o SKU, o empreendimento passa a ter uma forma inteligente e moderna de gerir as suas mercadorias. Todos os produtos estarão classificados em códigos únicos, evitando erros e falhas nos processos de manejo do estoque. Além disso, a empresa conseguirá identificar itens com mais agilidade, tornando mais simples os seus processos.

Você entendeu o que é SKU e como ele pode facilitar sua gestão de estoque? Quer conhecer outras soluções para tornar a sua gestão de estoque mais eficaz? Então assine a nossa newsletter e receba os nossos posts sobre o tema na sua caixa de entrada!

%d blogueiros gostam disto: