G2Tecnologia | SAP Business One, Consultoria SAP

O que minha empresa perde sem computação em nuvem?

05 out

O que minha empresa perde sem computação em nuvem?

Conhecida entre os profissionais de TI como cloud computing, a computação em nuvem é uma realidade presente em muitas empresas, mas nem todos os empreendedores perceberam seu real significado e sua importância para o armazenamento de dados.

As grandes empresas já são usuárias assíduas e rodam seus sistemas na nuvem. Uma grande porcentagem das pequenas empresas ainda resiste à modernização, sem saber que pode estar perdendo espaço no mercado e, principalmente, agilidade e segurança nos seus processos.

Acompanhe nosso artigo e descubra os aspectos negativos que sua empresa pode vivenciar sem computação em nuvem. É hora de considerar a mudança nos processos — e você vai entender os motivos!

Geração de custos maiores

Uma das principais vantagens da computação em nuvem é a economia nos processos. Em um sistema tradicional, há a necessidade de investir em infraestrutura, o que ocasiona procedimentos preventivos e de manutenção quase que eternos.

Quando falamos de cloud computing, tratamos de armazenamento on-line, o que anula o compra de equipamentos, a aquisição de licenças de softwares, dentre outros.

Necessidade de espaços físicos

Diferentemente do que acontece com os grandes e volumosos servidores tradicionais, o sistema de cloud computing não exige espaço físico disponível para armazenamento das máquinas. Como todas as transações são virtuais e podem ser realizadas em uma só máquina, os grandes volumes de hardwares tornam-se obsoletos.

Sistemas inseguros e frágeis

Na computação em nuvem, os dados armazenados são protegidos em camadas diferentes e são, também, criptografados. Mesmo que os sistemas rodem no mesmo centro de dados de outras empresas que também utilizam a nuvem, as informações não podem ser acessadas por usuários não permitidos.

Diferentemente do que ocorre com o armazenamento tradicional, na nuvem não há grande risco de perda de dados: devido aos VPN’s e firewalls, o acesso às informações é mantido sob segurança constante.

Menos flexibilidade

Quem não migrou para a nuvem pode ter dificuldade de expandir o seu negócio, bem como seus sistemas. Por meio de cloud computing, é possível, de forma muito flexível, simples e rápida, que a empresa aumente toda sua infraestrutura tecnológica.

No caso contrário, quando é necessário reduzir a capacidade de armazenamento, a flexibilidade também permite que o processo seja efetivado em poucos cliques. Devemos lembrar que, para elevar a capacidade de armazenamento em um sistema tradicional, seria necessário adquirir novos equipamentos, softwares, etc.

Qualidade limitada do atendimento ao cliente

Com a computação em nuvem é possível otimizar processos de atendimento ao cliente. É possível, por exemplo, concentrar dados relacionados ao estoque, a receitas, despesas, vencimentos e relatórios financeiros. Tais informações podem ser consultadas de qualquer lugar e a qualquer momento, o que torna a resposta às necessidades dos clientes ágil, certeira e completa.

A migração para a computação em nuvem deve ser uma ideia considerável para a inovação da estrutura tecnológica da sua empresa. Afinal, já saem na frente as PMEs que estão familiarizadas com a ferramenta, além das suas vantagens e dos benefícios.

Gostou do nosso conteúdo? Quer saber mais sobre computação em nuvem e assuntos similares? Assine a nossa newsletter e receba, diretamente no seu e-mail, todas as nossas atualizações!

%d blogueiros gostam disto: