SAP Business One e Consultoria SAP

Marketing social: como sua empresa pode fazer o mundo melhor?

24 jul

Marketing social: como sua empresa pode fazer o mundo melhor?

O marketing tem passado por muitas mudanças nos últimos anos. Na era da informação e da internet das coisas, sua empresa precisa oferecer mais do que produtos de qualidade para se destacar no mercado competitivo. Entre diversos métodos, o marketing social é uma das opções e tem se tornado uma tendência para empresas ganharem visibilidade.

Os clientes estão buscando marcas que incentivam e participam na melhoria da qualidade de vida da sociedade. Para adotar essa ferramenta, e fazer com que ela traga retorno para sua empresa, é preciso saber como funciona esse tipo de marketing. Com esse entendimento, você conseguirá descobrir a melhor maneira de utilizá-lo na sua organização.

Por isso, neste post, falaremos um pouco sobre o marketing social nas empresas e como usá-lo a seu favor. Confira!

O que é marketing social?

O marketing social é um conjunto de técnicas de marketing que busca mudar o comportamento da sociedade pela prática de atitudes individuais ou coletivas benéficas para todos. Ele também pode servir como alerta para atitudes que fazem mal para a comunidade.

O objetivo não é vender produtos ou serviços, mas sim comportamentos e condutas mais éticas e morais, visando promover o bem-estar social.

Por que o marketing social foi criado?

Esse conceito surgiu quando as pessoas perceberam que poderiam utilizar o marketing para vender um serviço ou produto da mesma forma como poderiam usá-lo para vender causas sociais, uma ideia, atitude, estilo de vida, entre outros.

Por meio da sensibilização das pessoas e da identificação delas com uma causa, é possível motivá-las a fazer parte da solução. Assim, as pessoas se sentirão impelidas a tomar determinadas medidas ou deixar de fazer coisas prejudiciais, tanto para elas quanto para a comunidade.

Qual a importância dessa prática para sua empresa?

As empresas que começaram a adotar essas novas técnicas de marketing descobriram, nas ações sociais, uma maneira de criar uma imagem positiva da empresa com o seu público, por meio do branding.

A organização que apresenta engajamento social, que é confiável, ética, íntegra e proporciona serviços e produtos capazes de mudar o mundo é aquela que conquistará mais clientes no mercado atual.

O mundo tem passado por notáveis mudanças culturais nos últimos anos. As pessoas estão cada vez mais engajadas e ativas sobre o que consomem, sobre o que utilizam e sobre tudo o que as cercam.

No Brasil, as coisas não são diferentes. Os brasileiros se mostram, a cada dia que passa, mais envolvidos com problemas naturais e sociais que influenciam seu cotidiano. As manifestações e protestos recorrentes na atualidade do país, por exemplo, demonstram que e a sociedade, como um todo, tem buscado por melhorias e direitos.

Logo, como consumidores, as pessoas também estão mais exigentes. Passaram a cobrar posturas politicamente corretas de todos os produtos e serviços que utilizam, influenciando diretamente em como as empresas devem se portar para atender aos seus requisitos.

Hoje em dia já não basta mais que uma marca ofereça serviços ou produtos como nas décadas passadas. É preciso que a organização também tenha posicionamento e que coloque em prática seus valores em prol de causas que beneficiem a sociedade.

Nesse contexto, as empresas começaram a notar a necessidade de investir em marketing social como uma forma de se conectar mais profundamente com as comunidades em que estão inseridas. E mais do que isso, também para mostrar através da preocupação com causas sociais que podem ser bem aceitas pelos consumidores.

Marketing social como diferencial competitivo

Contudo, há de se notar que o marketing social se tornou um diferencial e tanto para as organizações que o adotam. Essa ferramenta não proporciona apenas grandes benefícios para a sociedade. Pelo contrário: os negócios que investem no marketing social passam a ter uma melhor imagem corporativa perante seus fornecedores, colaboradores, consumidores e mídia.

Além disso, esses negócios também se destacam perante aos concorrentes, já que as organizações que apostam nesse meio podem focar seu posicionamento para esse tema em suas campanhas publicitárias.

Ao mesmo tempo que o marketing social é direcionado para mudar comportamentos sociais e trazer a atenção das pessoas à resolução de problemas, ele ainda funciona de uma maneira “invisível” a favor das marcas.

Isso porque, toda vez que as pessoas agem para fazer bem para a comunidade por meio de ações empresariais estão também aderindo às propostas daquele negócio e, consequentemente, passam a usufruir dos seus serviços e comprar seus produtos.

Mas não adianta apenas ter um rótulo de protetor de causas sociais. É muito fácil descobrir quando uma corporação utiliza um disfarce para vender mais, fazendo com que o cliente se sinta enganado. Por isso, é necessário um conjunto de práticas e atitudes tanto internas quanto externas que transmitam ao cliente a imagem de integridade, conquistando a confiança das pessoas.

Como investir em marketing social?

Com certa quantidade de investimento você já pode começar a desenvolver o marketing social em sua empresa. Para conseguir aplicar esse recurso de maneira efetiva é necessário, primeiro, utilizar as ferramentas de marketing de conteúdo, como a segmentação do público, pesquisas de mercado, planos de metas e definição de temas.

A definição da causa social a ser apoiada pela sua empresa também é de suma importância. Para tomar essa decisão, você deve realizar pesquisas para que a escolha esteja ligada intimamente aos valores da empresa e do seu público-alvo.

Para encontrar os valores que melhor serão aceitos pelo consumidor, você deve trabalhar seguindo as três etapas básicas do marketing social:

  • Identificação dos valores do cliente e do próprio negócio;
  • Mapeamento das causas sociais que passam por esses valores;
  • Escolha da causa e dedicação a ela com objetivos de curto, médio e longo prazo.

Depois disso, a empresa precisa definir campanhas para mobilizar pessoas. Elas serão determinadas de acordo com o segmento de público escolhido e com as metas a serem atingidas. Com isso definido, sua empresa deve atuar como um verdadeiro agente promotor da mudança proposta.

Caso seu negócio não tenha capacidade de se envolver diretamente com a causa, você pode optar por utilizar o segmento de marketing de filantropia e doar valores a uma entidade inserida na área que fará o trabalho prático.

De qualquer maneira, é muito importante que você se envolva intensamente com a campanha, incentivando mudanças efetivas e divulgando o trabalho para que os consumidores associem sua marca à causa e deem cada vez mais valor a sua organização.

É preciso saber que a forma como essa divulgação é feita faz toda a diferença para o sucesso da ação. Então listaremos a seguir algumas dicas e exemplos de campanhas que deram certo para que você se inspire. Confira!

1. Arrecadação de doações

Essa é a maneira mais frequente e conhecida de praticar uma ação social. Você pode arrecadar fundos para ONGs, creches ou diretamente para famílias carentes. As doações não precisam ser necessariamente em dinheiro. Alimentos não perecíveis, presentes e até material de construção podem ser úteis para o tipo de ação que você está apoiando.

O programa Criança Esperança, da TV Globo, que tem o objetivo de arrecadar fundos para ajudar crianças de baixa renda, foi uma campanha de doações que deu certo. Hoje ele é reconhecido como modelo internacional pela ONU e conta com parceria da Unesco. O McDia Feliz, do McDonalds, também faz muito sucesso, revertendo as vendas do Big Mac em doações para beneficiar crianças com câncer. Ambas são campanhas que incentivam o envolvimento direto do cliente com a causa concreta.

Outro exemplo interessante é o Papai Noel dos Correios: uma campanha na qual os Correios recebem cartas de crianças em situação de vulnerabilidade pedindo presentes ao Papai Noel e levam esses pedidos a pessoas dispostas a presenteá-las.

2. Incentivo à prática de uma ação

Esse tipo de campanha envolve certa persuasão, mas quando desenvolvida da maneira certa e com uma boa segmentação, é possível atingir muitas pessoas. Você pode incentivar qualquer um a adotar animais ou praticar a reciclagem de lixo, por exemplo.

A campanha Adotar é Tudo de Bom, da marca Pedigree, é uma ação que deu certo. O objetivo era conscientizar pessoas para a adoção de animais abandonados. Assim, a Pedigree reverte parte das vendas de seus produtos em doações para apoiar ONGs que cuidam dos bichinhos.

3. Conscientização sobre recursos naturais

Ação social praticada por grandes empresas e tem como objetivo conscientizar pessoas sobre a utilização adequada de recursos naturais. Você pode incentivar a doação de água, trazer informações sobre a situação atual de recursos hídricos no país, incentivar a prática do trabalho voluntário para limpeza de rios, promover ações de reflorestamento, entre outras.

O Programa Água Brasil, iniciativa do Banco do Brasil em parceria com o WWF-Brasil, a Agência Nacional de Águas e a Fundação Banco do Brasil, é um projeto social que busca melhorar a quantidade e a qualidade da água consumida no país através do trabalho voluntário e difusão de informações sobre a causa.

4. Campanhas de saúde pública

Nesse tipo de ação, muitos temas podem ser abordados de acordo com o local em que se encontra sua empresa. Uso da camisinha, informações sobre proteção contra DSTs, conscientização a respeito do câncer de mama, tratamento de doenças pouco conhecidas, contenção de vetores de patologias (como a dengue) estão entre as campanhas que podem ser realizadas.

Um exemplo bem-sucedido é a #PartiuTeste, do Ministério da Saúde, que busca, através das redes sociais, conscientizar os jovens a respeito da prevenção contra a AIDS e incentivá-los a fazer os testes.

Você já deve ter percebido que o marketing social nas empresas pode não ser muito simples de fazer, mas torna-se efetivo não só para conquistar clientes, como para influenciar e mudar a sociedade.

A tendência é que as pessoas passem a cobrar cada vez mais das suas marcas preferidas um posicionamento que contribua para um mundo melhor. Portanto, ao apostar nessa ferramenta, o seu empreendimento pode realmente fazer a diferença na vida de muita gente, além de fortalecer a identidade da sua marca e atrair mais clientes.

Gostou deste post sobre marketing social? Confira mais conteúdos como este seguindo a gente no FacebookTwitter e Linkedin!

%d blogueiros gostam disto: