SAP Business One e Consultoria SAP

Entenda como implementar um processo produtivo em sua empresa

31 out

Entenda como implementar um processo produtivo em sua empresa

Atualmente, a alta concorrência no mercado e a mudança de padrão comportamental dos consumidores contemporâneos têm feito com que as empresas se preocupem cada vez mais com qualidade e eficiência. Nesse cenário, modelos de gestão de empresas voltados para um processo produtivo têm ganhado espaço entre gestores e empreendedores.

Se toda ação e estratégia de um negócio passa por algum tipo de processo — projetos, planejamento financeiro, produção, vendas, etc —, é natural que se trabalhe para que todos sejam executados com excelência.

Mas, você sabe como implementar um processo produtivo em seu empreendimento? Se essa é uma de suas dúvidas, acabou de encontrar o conteúdo certo. Acompanhe!

Processo produtivo: entenda o conceito e como implementá-lo

Conhecer bem um conceito é a primeira premissa para colocá-lo em prática com eficiência e, por isso, vamos iniciar o post de hoje falando um pouco sobre o que é um processo produtivo.

Assim, quando falamos em processo produtivo nos referimos a um conjunto de tarefas, operações e fases que são aplicadas com o objetivo de se obter um bem ou serviço. Em outras palavras, são os fatores de produção que formam um produto final.

Conforme dito, um bom gestor deve trabalhar para que todas as atividades desempenhadas em sua empresa sejam um processo produtivo, uma vez que todos os projetos e estratégias conduzem a um objetivo final — objetivo esse que precisa ser alcançado com qualidade.

Devido a sua grande importância no contexto empresarial, o administrador deve focar seus esforços e orientar o grupo a alcançar um objetivo, tendo como base 4 pilares de atuação:

  • planejamento
  • organização
  • direção
  • controle ou mapeamento de processos

Ressalta-se que o processo produtivo precisa estar alinhado às demandas do mercado, isto é, deve levar em conta as características de cada mercado, a fim de evitar situações como a falta de mercadorias ou o encarecimento do produto/serviço.

Conheça os tipos de processo

Os tipos de processo variam conforme a atividade desempenhada pela empresa e, via de regra, isso demonstra que cada negócio deve buscar aquele que melhor se encaixa às suas necessidades, levando em consideração alguns fatores, como:

  • natureza e demanda do produto/serviço
  • flexibilidade de produto
  • flexibilidade de volume
  • grau de automação

No entanto, há alguns processos comuns no setor de serviços que todo gestor precisa dominar. Observe que cada um deles tem uma forma diferente de organização para se adequar a diferentes níveis de volumes e diversidades:

  • Serviços profissionais: Nesse caso, todo o processo é voltado para a satisfação do cliente e, por isso, apresenta um alto nível de customização. Em geral, serviços profissionais têm o foco nas pessoas e não naquilo que é fornecido. Portanto, algumas características marcantes são a existência de serviços especializados e um contato mais próximo com o consumidor;
  • Serviços em massa: Esse tipo de serviço é exatamente o contrário dos serviços profissionais. Ou seja, o foco está nos equipamentos e não nas pessoas. Em resumo, temos um alto grau de padronização e a divisão de tarefas de maneira precisa, tendo como embasamento pesquisas sobre a expectativa do cliente;
  • Lojas de serviços: Nesse tipo de processo há uma combinação de atividades dos funcionários da linha de frente e da linha de produção, enfatizando o produto e sua própria produção. Portanto, ele seria um meio termo entre os serviços profissionais e em massa. Dessa maneira, são características desse modelo um contato com o cliente, a personalização do atendimento, volume de clientes e uma liberdade de decisão para os colaboradores.

Assim sendo, conforme se observa, há uma diversidade de processos que precisam de atenção por parte do gestor ao escolher em qual apostar, já que é necessário compreender as peculiaridades de cada mercado e segmento de atuação.

Ressalta-se que, quanto maior a capacidade dos gestores de compreenderem e analisarem os processos em sua empresa, mais condições eles terão de aperfeiçoá-los e, assim, alcançar resultados como maior satisfação dos clientes e aumento nas vendas.

Mapeamento de processos: entenda o papel dessa estratégia

Agora que você já sabe o que é um processo produtivo e já conhece os principais tipos de processo existentes em uma empresa, precisamos refletir um pouco sobre a importância e as vantagens de se mapeá-los.

Ora, independentemente do tipo de processo implementado, o mapeamento das atividades é algo que traz inúmeros benefícios, como:

Identifica gargalos operacionais

Sempre que um processo é mapeado o gestor possui uma visão mais sistemática da situação e, dessa maneira, consegue identificar gargalos operacionais com mais facilidade.

Como você sabe, esse tipo de falha é um dos maiores responsáveis pela perda de produtividade, criando obstáculos para o alcance dos objetivos da empresa.

Permite controle do processo produtivo

O controle é, sem dúvidas, uma das maneiras mais eficazes de se aperfeiçoar um trabalho e o mapeamento de processos leva a isso com facilidade.

Quando o gestor tem controle do processo, ele identifica suas maiores dificuldades, consegue reduzir custos, potencializa seus pontos fortes e, com isso, aumenta a performance do negócio.

Auxilia a padronização do processo produtivo

O mapeamento de processos auxilia o gestor a padronizar o processo produtivo. Em outras palavras, ele simplifica a criação e implementação de normas e protocolos que visam conferir mais segurança, produtividade, reprodutibilidade e qualidade ao produto ou serviço.

Formaliza o conhecimento

Sempre que entra um novo funcionário na equipe, você precisa designar alguém para passar todas as orientações sobre o trabalho? Ou quando um colaborador é desligado, ele leva consigo toda a experiência e conhecimento para realizar determinada tarefa?

Esse é um problema que afeta a produtividade da empresa e que pode ser solucionado por meio do mapeamento dos processos, já que todos os processos são registrados e disponibilizados a qualquer funcionário.

Ao longo do post de hoje você percebeu o quanto o processo produtivo é importante para o desenvolvimento de uma empresa. Em um mercado cada dia mais competitivo, gestores e administradores precisam focar suas ações em conquistar negócios mais produtivos e eficientes, sem que isso, no entanto, demande aumento de custos. Por isso, agora que você já conhece os tipos de processo, procure implementá-los em sua empresa e usufruir de todos os benefícios que isso possa lhe trazer.

Quer aprender um pouco mais? Você sabe o que é escalabilidade? Descubra como aplicá-la em sua empresa!

 

%d blogueiros gostam disto: