SAP Business One e Consultoria SAP

Gestão empresarial: por que fazer padronização de processos?

16 nov

Gestão empresarial: por que fazer padronização de processos?

Com a alta competitividade dos mercados atualmente, a administração e a gestão empresarial ganharam um lugar de muito destaque. Afinal, para vencer outros negócios, é essencial garantir a padronização de processos dentro da empresa. Dessa forma, a empresa atinge uma maior eficiência com custos menores — o que traz preços mais competitivos e maior satisfação dos clientes.

Assim, a gestão empresarial é o processo pelo qual uma empresa induz seus funcionários a produzirem os maiores resultados com o mínimo de esforço usando os recursos disponíveis para eles. Por isso, é essencial conhecer as melhores práticas atuais e fazer seu negócio atingir patamares ainda maiores:

A importância da gestão empresarial

Você já se perguntou o que torna uma gestão bem-sucedida? Um gerenciamento efetivo é aquele que, de fato, orienta o funcionário para um caminho de trabalho eficiente e produtivo.

Assim, um bom gerente não pedirá aos funcionários que façam algo que ele mesmo não possa fazer. Na verdade, uma gestão eficaz envolve a direção e organização de pessoas ou recursos sob a influência, para garantir uma melhor coordenação, produtividade e o melhor resultado positivo possível em qualquer campo.

Quando uma empresa começa suas operações, metas específicas são configuradas, o que só pode ser alcançado se todas as partes da organização funcionarem de forma conjunta e eficiente. O gerenciamento adequado garante que cada parte da empresa trabalhe para alcançar um objetivo comum sem desordem.

A gerência planeja, executa e equilibra os recursos de uma empresa de forma a que a produção de trabalho seja máxima para atingir os objetivos da organização rapidamente, mantendo a qualidade do trabalho. Na ausência de gerenciamento adequado, diferentes seções continuam a atingir alvos individuais. No entanto, um objetivo comum pode não ser alcançado, o que levará a atrasos, perdas e produção de baixa qualidade.

Quando os recursos de uma empresa são efetivamente gerenciados, o desperdício é reduzido, diminuindo assim os custos gerais e alcançando o estado de “otimização de recursos”. Isso significa que a empresa está obtendo lucros, não só a partir da produção, mas também de uma melhor utilização da entrada.

A utilização adequada dos recursos e o desperdício reduzido impedem tanto o emprego quanto a exploração dos recursos. A gerência pode identificar recursos que são escassos e encontrar alternativas para o mesmo, reduzindo assim o custo novamente.

O gerenciamento controla a divisão efetiva do trabalho, especialização e alocação de recursos. Isso cria um fluxo uniforme de trabalho e especifíca limites de responsabilidades, autoridade e direitos, que não se sobrepõem. Essa estrutura é necessária, pois esclarece a cada funcionário sua posição e campo de influência na organização.

Em tal cenário, todo funcionário conheceria seus direitos básicos, deveres, superiores e subordinados imediatos, além do conhecimento das oportunidades que o esperavam, à medida que sua relação com a empresa cresce.

A empresa deve ser mantida de forma que os fatores externos do mercado não prejudiquem o seu funcionamento. Isso requer mudanças efetivas que precisam ser feitas na empresa, sem prejudicar a sua posição ou seus demais trabalhadores. Sem uma gestão adequada, isso não será possível.

O gerenciamento proporcionará maior estabilidade e adaptabilidade à empresa, ajudando a sobreviver às condições de mercado e a crescer com o tempo. Além disso, os trabalhadores não ficariam apreensivos com a perda de seu emprego, o que, por sua vez, os ajudaria a trabalhar com a paz mental.

O gerenciamento adequado ajuda a criar uma estrutura organizacional eficiente, a estabelecer metas que estão sendo testadas, ainda que viáveis ​​e otimizar a utilização dos recursos. Esse cenário aumenta os lucros, maximizando a produtividade e reduzindo os custos. Trabalhadores felizes trabalham com mais zelo e entusiasmo. Isso aumenta a qualidade e a quantidade de produção, o que ajuda no crescimento da empresa, superando a concorrência e emergindo vitorioso!

Os sistemas de gestão empresarial como facilitadores da gestão

Dentro da disciplina de gerenciamento de negócios, o termo “Sistema de Gerenciamento de Negócios” é usado para descrever as ferramentas de alto nível para planejamento estratégico e implementação. Este termo fornece uma descrição das bases para iniciar atividades comerciais, tomar decisões críticas, introduzir soluções empresariais e empregar táticas comerciais.

O Sistema de Gestão Empresarial (sigla “BMS”, também conhecido como BM System) é um conjunto de ferramentas para planejamento estratégico e implementação tática de políticas, práticas, diretrizes, processos e procedimentos que são utilizados no desenvolvimento, implantação e execução de planos de negócios e estratégias e todas as atividades de gerenciamento associadas.

O Sistema de Gerenciamento Empresarial fornece uma base para a implementação bem-sucedida de decisões comerciais estratégicas e táticas sobre atividades, processos, procedimentos e tarefas atuais com a finalidade de cumprir as metas e objetivos existentes de uma organização lucrativa e satisfazer as necessidades e expectativas dos clientes.

A principal ideia do BMS é fornecer aos funcionários de gerenciamento ferramentas para planejar, monitorar e controlar atividades de gestão e medir o desempenho do negócio e implementar processos de melhoria contínua dentro de uma organização. A ideia do sistema de gerenciamento de negócios identifica os princípios da existência da organização bem-sucedida e está intimamente vinculada aos critérios de sucesso comercial.

Existem algumas vantagens de usar sistemas para gerir as atividades de uma empresa:

Eficiência do processo

Em cada dia útil, existem muitos processos que são realizados — faturamento, gerenciamento de projetos, gerenciamento de recursos, consolidação, gerenciamento de ativos e muitos outros também. Quando esses processos são automatizados, eles se tornam muito mais eficientes, precisos e transparentes. A produtividade do empregado é melhorada, enquanto o tempo que muitas vezes é desperdiçado no gerenciamento manual de processos é usado para ser realmente necessário.

Visibilidade aprimorada

A visibilidade em tempo real torna o processo de tomada de decisão muito mais informado também. Os sistemas automatizados destinam-se a oferecer uma maneira de rastrear informações com facilidade, com uma fuga de dados clara que garante a integridade dos dados. Isso, por sua vez, torna os funcionários mais informados, permitindo-lhes tomar decisões precisas em uma taxa mais rápida.

Economia de tempo e custo

Junto com os aumentos de produtividade vem outras economias de tempo — particularmente em relação à TI. Com um sistema integrado que é facilmente configurado e instalado, não há necessidade de aquisição, instalação e manutenção adicionais de vários softwares (e muitas vezes menos efetivos). Os custos também são reduzidos quando o tempo e os orçamentos de TI são mais bem utilizados para operações importantes e não desperdiçadas em ferramentas ineficazes, dispendiosas e demoradas.

Benefícios da padronização de processos

Qualquer empresa decente trabalha sobre, ou, pelo menos, fala, processos, modelos, relatórios padrão e outras formas de harmonização. Muitas vezes, a discussão é provocada por uma observação individual de um problema: confusão, propensão ao erro ou ineficiência em algum lugar nas operações da empresa.

A Padronização de processos visa unificar os procedimentos em organizações que usam práticas diferentes para fazer o mesmo processo.
Desta forma, é possível alcançar o que se denomina componentização, que não é mais do que a reutilização de um processo já estabelecido como componente (ou subprocesso) de outro processo, às vezes em outra área ou departamento da empresa.

Por que as pessoas realmente querem processos padronizados? A razão mais comum é provavelmente o desejo de segurança. Se houver uma maneira padronizada de trabalhar, é menos provável que cometa erros, menos probabilidades de ser culpado por eles e mais provável de poder controlar aqueles que seguem o processo. Além de ser mais fácil de gerenciar, um processo padronizado também é mais fácil de automatizar. Por outro lado, quanto mais complexo e mais personalizável for a atividade, mais difícil é padronizar.

Por exemplo, se você for ao McDonald’s, você sabe exatamente o que conseguirá. Se houver algum desvio do processo padrão, você notará imediatamente — e ficará desapontado. O processo de atendimento ao cliente no McDonald’s é cuidadosamente pensado e altamente padronizado e define a marca McDonald’s pelo menos tanto quanto seu logotipo, suas cores, suas refeições e o bom Ronald McDonald.

Um dos principais papéis da padronização no local de trabalho é que ele cria procedimentos de rotina que os gerentes e funcionários podem seguir para completar tarefas e responsabilidades. A padronização de etapas em processos, como atender o telefone, concluir transações de vendas ou fechar a loja para a noite ajuda a reduzir a chance de alguém omitir ou superar os aspectos do processo.

Uma vez que os funcionários não terão que parar e considerar a melhor maneira de completar as tarefas atribuídas, isso mantém o trabalho circulando para manter a produtividade e a eficiência. Também ajuda a garantir uniformidade para que produtos e serviços finais sejam consistentes.

Outra maneira que a padronização funciona para aumentar a produtividade e a eficiência é que ele fornece um padrão para resultados mensuráveis. Uma vez que os padrões foram definidos para desempenho baixo, médio e alto, os funcionários podem ser avaliados quanto à sua adesão a esses padrões. Identificar um desempenho baixo consistente pode não ser necessariamente causa de penalidades, mas você pode direcionar treinamento adicional e recursos do empregado para ajudar a aumentar a produtividade. Documentar medições em relação a padrões proibidos pode ajudá-lo a definir metas para melhorias.

Os benefícios de ter um processo padrão são que a organização pode ter mais certeza sobre a obtenção de um resultado consistente do processo. O método pode ser lançado para novos funcionários, continuando assim a consistência da produção. Além disso, o departamento de auditoria interna ou os órgãos reguladores externos são mais propensos a estarem satisfeitos com o processo padrão do que um que poderia ser completado de várias maneiras. E uma vez que um processo padrão é implementado, pode ser um salto para futuras mudanças.

Ao mapear processos padrão e transformá-los em manuais operacionais, uma organização pode alcançar duas coisas: uma base sólida para fazer algumas melhorias e um manual de trabalho que deve ser atualizado quando outras mudanças são feitas. Se os padrões forem seguidos, o aumento da produtividade, a melhoria da qualidade e custos reduzidos também podem ser esperados.

TI e a padronização de processos

A tecnologia da informação é integral e vital em todos os planos de negócios. Ele desempenha um papel fundamental para garantir a manutenção e expansão dos objetivos e estratégias de uma organização. Facilita a comunicação entre uma organização, gerenciamento de inventário, gerenciamento de sistemas de informação, gerenciamento de relacionamento com clientes e melhoria da competitividade através da qualidade do produto. Empresas multinacionais lidam com grandes quantidades de dados, portanto, a TI desempenha um papel importante no gerenciamento de dados.

Portanto, o uso de tecnologia de informação padronizada em grandes corporações têm vários benefícios para empresas individuais, indivíduos e usuários.

A padronização de processos de TI oferece um conjunto de ferramentas empresariais poderosas para grandes corporações. As ferramentas facilitam o ajuste fino da gestão de riscos e o desempenho do negócio através de meios de operação mais suficientes e sustentáveis. As empresas podem demonstrar a qualidade do serviço ao cliente e impulsionar a incorporação das melhores práticas nas organizações.

A padronização promove uma cultura de desempenho contínuo dentro de uma organização. Estabelece escalas e aumenta a capacidade para a conclusão eficiente da tarefa. Os padrões de TI permitem que uma organização execute serviços, produtos e desenvolvimento.

Em segundo lugar, a padronização de TI descentraliza o processo de tomada de decisão desde o executivo e todos os usuários críticos fazem uma contribuição necessária com o objetivo de aprimorar o desempenho da corporação. O fluxo de comunicação e informação é aprimorado entre os funcionários, clientes, fornecedores, executivos da corporação e órgãos reguladores de TI.

A padronização de TI em organizações expande a visão e o foco de uma organização. Ele determina a tecnologia a ser implementada em uma corporação, orientando a indústria, aos consumidores, aos usuários e à administração, de modo a obter benefícios ótimos dos padrões. Todos os aspectos relevantes da indústria, como características técnicas e essenciais do ambiente corporativo, são cuidadosamente explorados para garantir que as regras atuem como fatores de sucesso.

Finalmente, a padronização de TI fornece maneiras naturais de resolver problemas para grandes corporações. Os padrões atuam como um ponto de referência em relação às possíveis soluções.

As regras fornecem diretrizes para a excelência técnica; realizar testes e implementação anteriores, e apresentar documentação curta, clara e facilmente compreensível. Além disso, os especialistas envolvidos na definição dos padrões podem ser consultados no caso de dificuldades encontradas durante a implementação das normas.

A padronização, portanto, expande a rede em operações corporativas. Além de promove cronogramas, justiça e abertura nas atividades. Todos os indivíduos envolvidos contribuem de acordo com o meio de comunicação primário.

Ferramentas de sistemas de gestão

Os sistemas de planejamento de recursos empresariais podem ajudá-lo a tomar decisões válidas fornecendo informações precisas e atualizadas e realizando funções analíticas. Você deve garantir que o sistema de gerenciamento que você escolher pode trabalhar com os formatos de informações disponíveis em sua empresa e possui os recursos que você precisa. Sistemas ERP adequados podem estruturar os dados básicos disponíveis das operações e registros da empresa em relatórios para apresentar orientação para suas decisões.

Quando você baseia as suas decisões nos dados disponíveis dos sistemas gerenciais, eles refletem informações que vem das operações de sua empresa. Os sistemas de planejamento de recursos empresariais tomam dados gerados pelo nível de trabalho e organizam-no em formatos úteis.

Os ERP geralmente contêm números de vendas, despesas, investimentos e dados da força de trabalho. Se você precisa saber o quanto o lucro que sua empresa fez todos os anos nos últimos cinco anos para tomar uma decisão, os sistemas de informações de gerenciamento podem fornecer relatórios precisos que lhe dão essa informação.

CRM

software de CRM é projetado para ajudar as empresas a atingir os objetivos gerais do gerenciamento de relacionamento com o cliente. O software de CRM de hoje é altamente escalável e personalizável, permitindo que as empresas obtenham informações sobre o cliente que sejam acionáveis ​​com um mecanismo analítico de back-end, visualizem oportunidades de negócios com análises preditivas, agilizem as operações e personalizem o serviço ao cliente com base no histórico conhecido do cliente e nas interações anteriores com sua empresa.

CRM também é usado para gerenciar relacionamentos de negócios para empresas (B2B). As informações rastreadas em um sistema de CRM incluem contatos, clientes, ganhos por contrato e leads de vendas e muito mais.

SRM

software de gerenciamento de recursos de armazenamento (SRM) fornece informações históricas quase em tempo real para a infraestrutura de armazenamento quanto à disponibilidade, capacidade e desempenho, gerenciamento de dispositivos, determinação de problemas, planejamento de configuração e gerenciamento de mudanças.

O software SRM identifica o uso, disponibilidade e desempenho de armazenamento por aplicativo, unidade de negócios ou usuário, fornecendo dados que podem ser usados ​​para rastreamento e reabastecimento de consumo de TI em ambientes homogêneos e heterogêneos. O provisionamento de armazenamento e os recursos de gerenciamento de fluxo de trabalho também são fornecidos para automatizar tarefas operacionais. A entrega é na forma de conjuntos de produtos completos, bem como soluções focadas que abordam uma área específica, como gerenciamento de rede de área de armazenamento (SAN) ou analítica.

SCM

Supply Chain Management (SCM), ou gerenciamento da cadeia de suprimentos é a racionalização ativa das atividades do lado da oferta de um negócio para maximizar o valor do cliente e obter uma vantagem competitiva no mercado. O SCM representa um esforço dos fornecedores para desenvolver e implementar cadeias de suprimentos tão eficientes e econômicas quanto possível. As cadeias de fornecimento abrangem tudo, desde a produção até o desenvolvimento de produtos, até os sistemas de informação necessários para dirigir essas empresas.

Normalmente, o SCM tenta controlar ou ligar de forma centralizada a produção, o envio e a distribuição de um produto. Ao gerenciar a cadeia de suprimentos, as empresas podem reduzir os custos excedentes e entregar produtos para o consumidor mais rapidamente.

Sistema de gestão de pessoas

Um Sistema de gestão de pessoas é uma forma de software de RH que combina uma série de sistemas e processos para garantir o fácil gerenciamento de funcionários e dados de uma empresa. O software de recursos humanos é usado pelas empresas para combinar uma série de funções de RH necessárias, como armazenar dados dos funcionários, gerenciar folhas de pagamento, processos de recrutamento, administração de benefícios e acompanhar os registros de atendimento.

Ele garante que todos os processos de Recursos Humanos sejam gerenciáveis ​​e de fácil acesso. Incorpora os recursos humanos como uma disciplina e, em particular, suas atividades e processos básicos de RH no campo da tecnologia da informação, enquanto que a programação de sistemas de processamento de dados evoluiu para rotinas padronizadas e pacotes de Enterprise Resource Planning (ERP).

Sistemas de gestão financeira

A gestão financeira de uma organização desempenha um papel crítico no sucesso financeiro de uma empresa. Portanto, uma organização deve considerar o gerenciamento financeiro como um componente chave da administração geral da organização. Os sistemas de gestão financeira incluem os objetivos táticos e estratégicos relacionados aos recursos financeiros do negócio. Alguns dos papéis específicos incluídos nos sistemas de gestão financeira incluem contabilidade, contas a pagar e recebíveis, oportunidades de investimento e risco.

Todas as empresas querem aumentar a produtividade e a eficiência, reduzindo erros e acidentes, mas isso é especialmente importante para pequenas empresas que operam com orçamentos mais apertados e equipes menores. A padronização pode ser uma maneira efetiva de aumentar a produtividade e eficiência, pois define expectativas, formaliza processos e cria responsabilidade. Nem todos os funcionários podem receber a padronização, pois pode reduzir as oportunidades de criatividade e de tomada de decisão individual.

Acredite ou não, os processos padronizados são a espinha dorsal do desempenho da sua empresa. Ele fornece uma linha de base para rastrear e medir o desempenho, informando se você está utilizando todos os recursos disponíveis e permitindo que você maximize as receitas.

Por isso, padronização de processos também colocará a estrutura para que sua equipe execute trabalho de alta qualidade de forma eficiente e forneça uma infraestrutura escalável para o crescimento futuro de sua prática.

Agora que você entende sobre a gestão empresarial e a padronização de processos, já pode entrar em contato com a gente e ver quais são as melhores soluções que oferecemos. Basta acessar nossa página!

%d blogueiros gostam disto: