SAP Business One e Consultoria SAP

Como lidar com a falta de mão de obra adequada?

24 nov

Como lidar com a falta de mão de obra adequada?

Encontrar mão de obra adequada, no Brasil, tem sido uma missão quase impossível. Apesar de todo o crescimento econômico que o país teve desde a década de 70, o desenvolvimento profissional do brasileiro não seguiu o mesmo ritmo.

Mas, então, como conseguir a mão de obra ideal para sua empresa? Se você está com essa dúvida, veio para o lugar certo!

No post de hoje, falaremos um pouco mais sobre essa questão que afeta a maior parte das companhias brasileiras e, também, daremos algumas sugestões para lidar com ela. Boa leitura!

A escassez de mão de obra adequada

Apesar do período de recessão pelo qual passamos nos últimos anos, o Brasil apresentou um grande crescimento econômico desde a década de 70, o que proporcionou às empresas a possibilidade de expansão de suas atividades.

Nesse contexto, começaram a surgir cada vez mais cargos que exigem profissionais adequados. Contudo, o desenvolvimento profissional dos brasileiros não acompanhou o mesmo ritmo das empresas, o que acabou gerando o “apagão de mão de obra qualificada”.

Mas de quem é a culpa por esse apagão? Bem, não existe um único culpado nesta história, mas sim alguns fatores que, com certeza, reforçaram tal quadro.

O primeiro deles é, sem dúvidas, a defasagem da educação nas escolas brasileiras. Atualmente, nossas instituições possuem um ensino muito fraco e que não proporciona ao aluno o desenvolvimento de seu pensamento crítico e raciocínio lógico.

Já houve casos em que alunos universitários apresentaram analfabetismo funcional. Ou seja: apesar de saberem ler e escrever, são incapazes de realizar uma análise de texto e executar operações matemáticas simples.

O segundo fator que podemos citar é a falta de especialização. É importante compreender que, independentemente de qual seja o cargo, um profissional que possui algum tipo de capacitação, seja tecnólogo ou bacharelado, consegue produzir mais, com mais qualidade e em menos tempo.

Infelizmente, a busca por cursos de capacitação não é algo comum ao brasileiro. Afinal, uma grande parte da força de trabalho atual não possui nem a formação no ensino fundamental.

Claro que cursos de capacitação não significam que uma pessoa vai desenvolver um trabalho melhor do que outra que não o tem apenas devido a um certificado. Existem muitas outras nuances que permeiam esse quadro.

Mas a culpa é só do colaborador? Não! Muitas empresas subutilizam a força de trabalho que já possuem e acabam direcionando o profissional certo para a função errada, gerando insatisfação e perda nos níveis de produtividade.

As formas de contornar esse problema

Como resolver a questão da mão de obra inadequada? Veja algumas dicas para lidar com essa situação em sua companhia:

1. Direcionando o perfil para a vaga certa

Um dos maiores problemas em uma empresa é colocar profissionais sem o perfil adequado em determinadas funções. Uma pessoa comunicativa e dinâmica não terá seu potencial 100% explorado em uma linha de produção, onde o serviço é totalmente mecânico.

Para ilustrar, vamos imaginar um publicitário, com um perfil totalmente dinâmico, trabalhando em uma máquina na qual ele precisa apertar um botão por repetidas vezes. Com certeza, ele seria um profissional subutilizado e que, em pouco tempo, sairia da empresa por insatisfação.

O contrário também pode acontecer, principalmente quando promovem um funcionário antigo para um cargo de liderança. Ou, então, quando o tiram do setor em que possuía um ótimo desempenho sem que ele possua o perfil adequado àquela vaga.

Em ambas as situações, o resultado é a insatisfação com a vida profissional e a perda da motivação no trabalho. Isso gera um alto grau de rotatividade na companhia, ou seja, um aumento de gastos com rescisões e novos processos de contratação, além da perda de todo o conhecimento acumulado pelo colaborador.

2. Fazendo a retenção de talentos

Você se lembra do nosso publicitário na linha de produção? E se a empresa tivesse percebido seu talento e o colocado no setor de marketing? Com certeza, a história seria outra, não é mesmo?

Pois é, a organização perdeu uma ótima oportunidade por não fazer uma boa retenção de talentos e não saber reconhecê-lo, não sabendo tirar o máximo da situação. Ao identificar os talentos de sua empresa, procure direcioná-los para as funções que demandam o seu perfil. Mantenha-os motivados e satisfeitos com o trabalho e você colherá bons frutos no futuro.

3. Oferecendo treinamento

Há um excelente colaborador na equipe, que possui o perfil exato para uma vaga, mas ele não domina nenhum conhecimento teórico sobre as atividades que vai exercer. O que você faz?

A maioria dos empresários prefere contratar uma pessoa de fora para ocupar o cargo, o que gera mais custos com todo o processo de seleção e contratação. Contudo, oferecer um curso ou treinamento para o funcionário já contratado pode ser uma opção melhor.

Apostar no capital humano que a empresa já possui e fazer uma boa gestão de pessoas é, sem dúvidas, o melhor investimento para driblar a escassez de mão de obra, além de motivar a equipe por meio de seu desenvolvimento profissional.

4. Criando uma política de benefícios

Ao oferecer benefícios atraentes ao seu público interno, você consegue fazer a retenção de talentos dentro da empresa, diminuindo a rotatividade de colaboradores.

Uma política de benefícios eficiente deverá levar em conta o momento atual da vida do funcionário. Ou seja: um trabalhador de 20 anos possui uma necessidade diferente de um com 40. Portanto, crie faixas de benefícios.

Para os mais novos, por exemplo, ofertar cursos é mais interessante. Já para os que possuem famílias formadas, a assistência médica e o auxílio creche podem ser as melhores opções. Tudo depende da percepção da empresa e das reais necessidades de cada colaborador.

Como vimos, a deficiência de mão de obra qualificada é uma realidade em nosso país que demorará a ser totalmente solucionada. Cabe às empresas o investimento no capital humano, a fim de minimizar esse tipo de problema, ao passo que os colaboradores devem buscar por qualificação e certificação fora do ambiente organizacional.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a deficiência de mão de obra adequada nas empresas, curta nossa página no Facebook e fique por dentro de muitos outros conteúdos essenciais como este!

%d blogueiros gostam disto: